terça-feira, 17 de setembro de 2013

Dica de Câmbio: acompanhe a Cotação

 

Nesses períodos incertos, com dólar, libra esterlina e euro subindo horrores, um dos maiores desafios para quem vai viajar é conseguir uma cotação razoável para acabar não perdendo dinheiro na viagem.

Pesquisando por cotações online descobri o maravilhoso site investing.com. Nele é possível acompanhar em tempo real como vai a cotação da moeda através de gráficos. Uma dica é esperar a moeda cair e ao primeiro sinal de subida começar a ligar para as casas de câmbio para ver quanto está a cotação.
Ver cotação hoje
Veja alguns links diretos para cotação nas principais moedas:
Se você for viajar acompanhado, uma boa dica é juntar o dinheiro de todos que irão e fazer o câmbio juntos. Dessa forma, com um valor mais alto, é possível negociar um desconto no valor da cotação com as casas de câmbio.  
Onde achar Casas de Câmbio próximas?
Quem tem smartphone (Android ou iPhone) tem um aplicativo muito bacana do Banco Central chamado “Câmbio Legal”. Ele acessa pelo GPS a região em que você se encontra e te aponta as casas de Câmbio mais próximas com os respectivos telefones para você começar sua cotação. O aplicativo é muito prático e funciona muito bem no Rio pelo menos.

terça-feira, 10 de setembro de 2013

Curiosidade: os ventos são grandes causadores de mortes na Noruega

Você sabia que  ventos fortes são grandes causadores de ferimento e até mortes na Europa. Em especial na Noruega. Há inclusive diversas leis proibindo pessoas de se expôr aos ventos fortes.

Veja esse vídeo das pessoas quase carregadas pelo vento.


E uma curiosidade: é ilegal praticar atividades no vento na Noruega, por isso no vídeo aparece um policial prendendo o fotógrafo e o senhor idoso. Pais que deixam crianças menores de 18 anos sozinhas nov ento também podems er multados e presos. Não, isso não é piada.

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Cantores e bandas indie atuais: a 'musica indie'


Com a evolução da internet os artistas começaram a ter mais facilidade de difundir seus trabalhos. Qualquer um pode gravar sua música e fazer upload no Youtube, Soundcloud ou Last.fm e começar a conquistar sua fanbase. As grandes gravadoras ainda dominam as rádios mas não controlam mais totalmente os artistas que se tornam mais relevantes no mercado da música. Assim surgem os artistas e bandas indie, que gravam e divulgam seus trabalhos de maneira independente, sem depender de grandes gravadoras e distribuidoras.

Muitas pessoas se referem a “música indie” como um gênero de maneira errônea, pois o termo se refere não a um estilo musical, mas a todos os artistas que não possuem contratos ou possuem contratos com uma gravadora independente. Logo, podemos ter “indie rock”, “indie pop”, “indie folk”, “indie hip-hop”, “indie soul”, “indie alternative accoustic rock” e por aí vai.

Segue abaixo a lista de alguns artistas indie que ganharam relevância no showbusiness nos últimos anos.


Obs: Essa lista foi expandida em 2015 com +10 cantores e bandas.

1. Duncan Sheik

Duncan Sheik seguiu o trajeto inverso da música indie. Cantor, compositor, instrumentista e produtor, tocou e compôs por anos com o Radiohead e assinou contrato com uma grande gravadora nos anos 90, quando conquistou seu primeiro #1 hit, “Barelly breathing”. Desde então, se dedicou a explorar sonoridades e letras mais introspectivas (um rock alternativo, bem orquestrado e arranjado, muitas vezes acústico, apenas voz com piano ou violão). Com estilo cada vez menos comercial, Duncan perdeu sua relevância no mercado pop e nos últimos 10 anos vem produzindo materiais indie de altíssima qualidade. Sua voz cheia de emoção e letras muito bem escritas completam as melodias sempre muito complexas e bem executadas.



2. Matt Alber

Uma voz grave e que também atinge notas altíssimas, Matt Alber canta, escreve e toca todas as suas canções. Com estilo um pouco “indie country” mas com forte influência do blues acústico, Matt Alber possui letras fortes e músicas com melodias lindas. Além da voz meio Josh Groban, só que cantando músicas boas. Impossível não se emocionar. Meu músico favorito do momento.



3. Iron & Wine

Iron and Wine é o nome artístico utilizado pelo cantor norte-americano Sam Beam. O músico escreve, toca, grava e produz cada uma das músicas de seus álbuns em seu próprio estúdio caseiro. A sonoridade de suas músicas, que inclui violão, banjo e outros instrumentos, é classificada como country alternativo, folk progresivo ou indie folk. Suas canções são muito relaxantes e com letras muito poéticas.



4. The Swell Season

Duo formado por Glen Hansard (da banda irlandesa The Frames) e Markéta Irglová (pianista de formação clássica Checa e vocalista). Os dois gravaram o primeiro álbum através de uma gravadora independente, com estilo bastante acústico e letras poéticas e profundas. Ganharam mais evidência através da música “Falling Slowly”, trilha sonora do filme "Once" (Apenas uma Vez).




5. Crystal Bowersox

 2º lugar do American Idol de 2010, Crystal Bowersox assinou contrato com uma gravadora que a obrigou a gravar country/pop, o que resultou em um álbum genérico e muito mal sucedido. Livre do contrato, a artista conseguiu desenvolver seu estilo único em uma gravadora independente. Muito comparada com Janis Joplin, pela sua voz cheia de emoção e estilo indie-rock, Crystal é a prova de que os reality shows ainda são uma porta de entrada para artistas de verdade no cenário musical.



6. A Fine Frenzy

Alison Sudol, conhecida como A Fine Frenzy, é cantora, compositora e pianista. Começou a carreira escrevendo narrativas e transformando-as em músicas intensas e emocionais. De voz suave, A Fine Frenzy possui três álbuns gravados, sendo cada um deles com um direcionamento diferente. Algumas de suas canções foram usadas em seriados de TV como “Cold Case” e “One Tree Hill”.



7. Chris Garneau

Chris Garneau, nome artístico de Christopher Garneau, é um cantor-compositor e pianista norte-americano. De voz suave e estilo melódico, possui um som distinto com uma combinação de elementos do folk, pop, baroque e música circense. Lançou alguns EPs de maneira independente e atualmente vem ganhando destaque no cenário indie, fazendo shows pelo mundo.



8. Sandi Thom

Sandi Thom é uma cantora folk escocesa. Ganhou evidência através do MySpace e chamou atenção de uma gravadora após começar a fazer streaming com uma webcam de performances acústicas que fazia em sua própria casa no subúrbio de Londres. Foi convidada a gravar seu primeiro álbum em 2006 e teve um single #1, “I Wish I Was A Punk Rocker (With Flowers In My Hair)”. Porém, não caiu nas graças do público pop e continua gravando seus álbuns de maneira independente.



9. Bombay Bicycle Club

O Bombay Bicycle Club vem do Norte de Londres, e teve seu nome inspirado em um restaurante indiano da região. Venceram um festival e gravaram uma demo de 7 músicas em 2006. Assim começaram a fazer shows em grandes casas inglesas em parcerias com outras bandas. O primeiro álbum foi lançado em 2009 com estilo “indie rock”.



10. Room Eleven

A banda nasceu de um bilhete afixado em um quadro de recados, no conservatório de Utrecht (Holanda). Com o primeiro álbum lançado de maneira independente em 2006, “Six White Russians and a Pink Pussycat”, eles impressionaram um público cada vez maior com a mistura de Jazz, Bossa Nova, Blues e Pop. A voz da vocalista Janne Schra é encantadora, e o instrumental surpreendente.



Conhece mais algum artista ou banda indie que recomendaria?


Leia também:

Música Indie: +10 Melhores Cantores e Bandas Indie da Atualidade

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...