quarta-feira, 1 de setembro de 2010

"A Epidemia" (The Crazies) e "Homem de Papel" (Paper Man)

A EPIDEMIA (The Crazies)

Vou ser bem objetivo: o filme é cliché, extremamente pretencioso e exageradamente nojento. Além disso, tudo é muito previsível. O remake não fez juz ao original. Enquanto em alguns momentos você acredita se tratar apenas de uma paródia, em outros ele parece ser levar muito a sério. 
Os personagens também são muito superficiais, mostrando que o único interesse do filme é fazer com que o público se concentre nas cenas de ação e nas mortes sangrentas.
Se há um ponto positivo, são os ângulos em que as cenas são filmadas e a criatividade de algumas mortes. Mas creio que as qualidades parem por aí. Só recomendo se você gostar muito, mas muito mesmo, de filmes de terror brega.


HOMEM DE PAPEL (Paper Man)


Concentre-se nas deliciosas performances de Jeff Daniels (Intrigas de Estado), Ryan Reynolds (A Proposta), Emma Stone (Superbad e Zumbilândia) e de Lisa Kudrow (que filnalmente se livra do estigma "Phoebe" de FRIENDS). Concentrando-se no belíssimo desempenho destes atores você perceberá que este filme é extremamente cativante. 
No começo, a direção não encontrou um tom que funcionasse para o mix de elementos nada-a-ver que são jogados na história. Ms do meio para o fim, a história prendeu minha atenção.
O filme é vendido como uma dramédia (comédia dramática) mas ele não é nem uma comédia, muito menos um drama clássico. 
A trama fala sobre o crescimento do ser humano e o confronto que todos nós temos em determinada fase de nossa vida com o que nós somos e quem nós somos. O final especificamente é muito interessante e, digo até, sutilmente emocionante. Recomendo!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...